Ocorreu um erro neste gadget

quarta-feira, 21 de outubro de 2009

eu sei que é tarde, mas vem.

andando, escrevendo, regredindo, crescendo, mudando, 1991, nascemos, recriamos, amamos e desistimos procurando, tropeçando... assim, eu vou me recriando. se a forma não te agrada eu te peço um favor, escolha, mas não vá embora. talvez eu só procure a perfeição, eu tenho medo dela despedaçar (o que provavelmente vai acontecer) quando eu a tocar. mas esse medo esta indo embora. não veja essa perfeição como inatingível, pois, não estamos falando das mesmas coisas. as vezes eu me vejo regredindo a 1998, mas estou só tentando ser você. enfim, reproduzimos, conhecemos, encontramos, desperdiçamos, escolhemos, erramos, desejamos, esperamos, nos transformamos de idealismo em idealismo. -ano- encontrei razão só quando um impulso, subverteu o fantasma dentro de mim. nunca ri tanto. mas aquele não era eu, como esse também não é. esse sentido solitário e espontâneo, com livre acesso ao meu passado e a voz que o guarda é o que eu quero. quero esse sentimento de volta, mas usando apenas a mim mesmo e sendo apenas eu mesmo. mas talvez isso dependa que vocês fiquem por aqui mas um tempo.

quarta-feira, 14 de outubro de 2009

escrevo assim

escrevo assim inquieto
desejos assim, discretos
que destoam minha razão.

escrevo assim,
não tão concreto
hedonismo assim complexos
que escondem um coração.

escrevo assim da vida
ela assim de rotina
que o tempo vai levar.