Ocorreu um erro neste gadget

quarta-feira, 30 de junho de 2010

sinto saudade de quando eu vinha aqui
e falava de coisas sinceras
não sei, de quando era gostoso escrever
agora só parece um peso morto
como eu me tornei

Deus não deve gostar muito de mim
deve ser pelas coisas que faço
mas eu vou lá fazer o que

domingo, 27 de junho de 2010

amorforsale

em 60's já cantavam que ninguém pode comprar o amor
mas estamos nos anos 00's, então é claro que você pode
me ofereça um beijo, me ofereça sua vida
faça esse investimento
não prometo te dar nada em troca agora
mas logo vai perceber o que foi você pro meu coração
me ofereça seu amor
que eu me entregarei pra você

sexta-feira, 18 de junho de 2010

desconheço esse texto sobre mim que acabei de escrever pois me tornei egoísta e amargurado e não percebi a merda que virei -um dia vou renascer como jesus- e meus textos voltarão a ter sentido pra mim

quinta-feira, 10 de junho de 2010

hahahahaha

hahahahaha
Um moleque confuso, uma bicicleta e histórias frustrantes e bizarras envolvendo garotas, um tanto de insegurança, esforço, bebidas, música e amigos.

- bom dia
- bom dia, respondeu o sujeito em tom de mal humor.
- são as notinhas lá do mercado, que o senhor ficou de passar lá pra acertar.
- amanhã, amanhã passo la. e fechou a porta com raiva.

Com sua bicicleta rangendo, ia tranqueira pela cidade atrás dos clientes nó cegos do mercado que trabalhava. odiava tal trabalho mas era obrigado por sua pobre consciência cristã que aquilo seria recompensado um dia. Então, sempre que podia dava algumas escapadas para dormir em casa ou ia até os colégios pra espiar as garotas saírem da escola e quem sabe ganhar um sorriso que ele não ia corresponder, já que era mais cagão que moleque de prédio/condomínio.

Era em no apartamento do Sr.Sanches a sua próxima cobrança.

- Edificio Golden soundz, Ap 306. Sr José Sanches de almeida. falou ele baixinho, em tom de desaprovação. Tranqueira odiava ir nesses prédios de gente rica e ar de desprezo, sempre pensava que as pessoas desses lugares o achavam um pobretão, burro e sem futuro - o que elas, talvez, não estivessem mentindo - mas isso realmente era coisa da sua cabeça. Chegou no endereço, trancou sua bicicleta no poste ao lado da entrada do prédio, tirou seus fones e abriu a porta. Se deparou com o porteiro, um homem de barba grossa e alaranjada e um boné de baseball.
- boa tarde, gostaria de saber se o Sr. sanches do apartamento 306 ta em casa?
- opa, olha ele está sim mas acho que não pode receber o senhor agora. tem uns homens em sua casa e ele me pediu que ninguém o interrompe-se.
- mas eu só preciso deixar um recado por baixo da porta, é o suficiente. Por favor senhor porteiro.
- tudo bem, vai lá. mas por favor, volta rápido

Tranqueira saiu em disparada em direção ao elevador, encontrou uma senhora dentro do elevador com uma garota que parecia a mina do filme o grito, mas enfim, chegou perto da porta do 306 e começou a escrever o recado pedindo que o sujeito fosse até o mercado pelo menos até o fim da semana, mas quando foi colocar o recado por baixo da porta, tranqueira sempre loser, conseguiu tropeçar no tapete e cair empurrando a porta e aparecer dentro da casa do cara e descobrir o que ele e suas visitas andavam fazendo: cassino sexual.

quinta-feira, 3 de junho de 2010

das minhas propriedades

to sem assunto
vou escrever aqui
pra comprovar
que sou sentimental